Coordenador do Curso de Psicologia escreve capítulo de livro “Juventudes Latino-Americanas”

Juventudes Latino-Americana

No ano de 2020, o coordenador e professor do curso de Psicologia da Faculdade América Linccon Fricks Hernandes, participa do livro “Juventudes Latino-Americanas”, organizado por Rosane Castilho e Victor Nedel através da Paco Editorial. A obra busca discutir as abordagens teóricas sobre a temática juventude(s); analisando as políticas públicas para este seguimento da sociedade em meio a contemporaneidade. Este livro escrito por muitas mãos, busca contribuir para desvendar realidades juvenis em suas múltiplas singularidades. 

Juntamente com a Professora Raquel Gentilli, Fabricia Helmer e Maria Vitória Dias, Linccon assina o capítulo da obra intitulado “Juventudes: Desigualdades sociais e dispositivos de poder”, propõem-se a discutir os processos de caráter social e psicológico nos quais os jovens das periferias urbanas se veem inseridos, tendo por lente a exclusão e as desigualdades, aspectos que contribuem fortemente para uma percepção negativa tanto no que concerne às perspectivas futuras, quanto no que se refere à sua condição de cidadania, empregabilidade e renda. 

Linccon é Mestre em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local Pela Escola Superior de Ciências da Santa de Misericórdia de Vitória- EMESCAM, tem experiência no atendimento a pessoas em privação de liberdade no sistema prisional, dependentes químicos, no campo da psicologia escolar e dos processos de ensino-aprendizagem, assistência social e adolescente em conflito com a Lei no cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto e liberdade assistida. Foi membro do Centro de Pesquisas sobre álcool e outras drogas (CEPAD) na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e ainda faz parte do Grupo Rizomas Instituições e Saúde Coletiva da mesma instituição. 

Trabalha com psicoterapia infantil, também realizando atendimentos clínicos direcionados para adolescentes e adultos, e no tratamento de pessoas em uso abusivo de substâncias psicoativas. Ao longo de sua trajetória profissional vêm realizando pesquisas nos seguimentos da psicologia e suas interfaces com as políticas públicas, saúde mental, juventudes, sistema judiciário, subjetividade e modos de subjetivação. 

 

Camila Viana

About Camila Viana

Leave a Reply

X